Capa

Rally

Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras: vitória dos gaúchos Franz/Nardi

44 duplas percorreram 1.730 km em quatro dias, passando pelas mais famosas serras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul

03.07.2018  |  1.120 visualizações

Realizado pela sexta vez, o Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras foi novamente um sucesso em todos os sentidos. Um total de 44 duplas largou do Shopping Iguatemi, na capital paulista, e depois de percorrerem 1.730 km em quatro dias, passando pelas mais famosas e belas serras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, chegaram em Gramado (RS) para premiar os gaúchos Rogério Franz/Mário Nardi (Mercedes-Benz 280 SL Pagoda 1971) como os grandes vencedores.

“A gente gosta muito desta prova, pois é longa e exige tanto do carro, como do piloto e navegador. Temos que ter muita garra e concentração, é uma das provas mais exigentes do Brasil. Passamos por ótimos momentos em estradas maravilhosas”, comentou Rogério Franz, piloto que venceu esta prova pela quarta vez. 

“Arranjamos um grande problema”, admite Eduardo Lambiasi. “Vai ser difícil fazermos um rali melhor do que este, com paisagens tão bonitas, excelente gastronomia, alto nível dos carros e excelentes pilotos e navegadores. Esta sexta edição superou todas as nossas expectativas”, completou o presidente do MG Clube do Brasil, promotor e organizador do evento.

Assíduo participante e uma das grandes atrações do Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras, rodeado pelos seus amigos Nelson Piquet estava feliz e sorridente durante a premiação, quando foi homenageado como sócio honorário do MG Clube do Brasil. “É um evento que encaro sem muito compromisso, sem a obrigação de competir. Gosto de preparar os meus carros para participar, o que me dá um prazer muito grande. O ambiente é bacana e uma boa oportunidade de ficar com os meus amigos, fazendo o que gosto e relaxando”, assinala o tricampeão mundial de Fórmula 1, que participou com Cadillac 1959, e levou um Roll Royce Corniche 1977 como reserva.

QUATRO DIAS DE LINDAS PAISAGENS

No primeiro dia (20/6) o rally de regularidade largou logo cedo do Shopping Iguatemi, em São Paulo, para percorrer 480 km até Curitiba (PR). No trajeto os participantes pararam para almoço em Capão Bonito (SP), e depois enfrentaram 1.250 curvas em cerca de 260 km da Estrada do Rastro da Serpente. A chegada na capital paranaense foi no Museu de Automóveis Antigos, em frente ao Parque Barigui. Nesta etapa inicial os gaúchos Rogério Franz/Mario Nardi, com Mercedes-Benz 280 SL Pagoda 1971, praticamente garantiram a vitória, tamanha vantagem que abriram sobre todos os concorrentes. Em segundo ficou o casal gaúcho Marcelo Mantelli/Simone Bumbel, com MG B Roadster 1967.

No segundo dia (21/6) os carros clássicos fabricados entre 1919 e 1980 largaram de Curitiba e desceram a deslumbrante Serra da Graciosa, e seguiram em direção ao Iate Clube de Caiobá, local do almoço. No período vespertino atravessaram o mar por ferry-boat que liga Caiobá a Guaratuba, perto da divisa para o Estado de Santa Catarina, passando depois por Jaraguá do Sul e Pomerode, para descer a chamada Rodovia Alemã da Cerveja, chegando finalmente no Hotel Sesc, em Blumenau, após um total de 316 km. A vitória na Especial ficou com os paulistas Christian Casal de Rey/Frederico Macedo (Corvette Sting Ray 1963), que começaram a se recuperar dos problemas iniciais na prova quando ficaram em sétimo. Os líderes da competição Franz/Nardi terminaram em terceiro, logo atrás dos paulistas Fernando Camps/Alberto Zoffmann E. Santo (Porsche 911 T Targa 1972).

No terceiro e penúltimo dia (22/6) as Especiais cronometradas foram totalmente no Estado de Santa Catarina, saindo de Blumenau e percorrendo o total de 440 km até São Joaquim, a cidade mais fria do Brasil. No meio do caminho passaram rapidamente por Florianópolis e São José, seguindo em direção às montanhas, para almoço em Santo Amaro da Imperatriz, onde aproveitaram para assistir o segundo tempo e a vitória do Brasil sobre a Costa Rica pela Copa do Mundo de Futebol. Logo depois os participantes seguiram em direção a Tubarão, passando pela maravilhosa ponte estaiada e rumo a magnífica Serra do Rio do Rastro, subindo a quase dois mil metros, chegando no final da tarde em São Joaquim. Casal de Rey/Macedo voltaram a vencer, deixando Camps/Zoffmann novamente em segundo, e os líderes Franz/Nardi em terceiro.

No quarto dia (23/6) do evento o comboio partiu do São Joaquim Park Hotel, com parada na Vinícola Valduga, no Vale dos Vinhedos, já no Rio Grande do Sul. Após o almoço os competidores seguiram para Bento Gonçalves e Gramado, onde completaram os últimos 460 km de competição. No último dia Casal de Rey/Macedo venceram pela terceira vez consecutiva, com Alexandre Zaninoto/Paulo Ferreira (Chevrolet Corvette1972) em segundo. Mesmo completando a etapa em sexto, Franz/Nardi garantiram a vitória no Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras 2018, com 241 pontos perdidos, contra 340 de Camps/Zoffmann e 400 de Casal de Rey/Macedo.

VENCEDORES POR CATEGORIA

Além da quarta vitória na classificação geral, o piloto Rogério Franz e o navegador Mário Nardi venceram na categoria G. Em segundo lugar na geral e nesta classe de carros de 1971 a 1988 ficou a dupla paulista Fernando Camps/Alberto Zoffmann E. Santo. “Independentemente do resultado, o mais legal é o espírito do rali, a confraternização, todos se ajudando. Acho espetacular a dedicação do MG Clube para fazer uma prova tão legal”, afirma o piloto do Porsche 911 T Targa 1972. 

Na categoria E - Pós-Vintage (1946 a 1960), a vitória foi dos paranaenses Luiz Leão/Vânia Leão (Volkswagen Karman Guia 1959), seguido de Reinaldo Fantozzi/Thiago Prado (Ford Thunderbird Conversível 1957). Na categoria F, de 1961 a 1970, os vencedores foram os paulistas Christian Casal de Rey/Frederico Macedo (Chevrolet Corvette Sting Ray 1963), com Ricardo Marujo/Felipe Marujo (Porsche 911 Targa 1965) em segundo.

Na categoria Clássicos a vitória foi de Auro Moura Andrade/Camila Moura Andrade (Mercedes-Benz 500 SL 1980), e na categoria Motocicleta a vitória ficou com José Carlos Bartholi/Valéria Bartholi (Indian). Finalmente na Turismo, o vencedor foi Luiz Almeida (Jaguar XJ6 1996), seguido de Américo Nesti/Maria Nesti (BMW Z3 1996).

O Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras é uma realização do MG Club do Brasil, com apoio institucional da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA), da Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (ABEIFA) e da Associação Brasileira de Imprensa Automotiva (ABIAUTO). O evento apoiou as ações da campanha MAIO AMARELO.

O 6º Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras (www.1000milhashistoricas.com.br) teve o apoio de CDL Shopping Iguatemi de São Paulo, Mercedes-Benz, Toyota, Joalheria Taj, Farinha de Trigo Santa Clara, Brunelli Veículos Antigos, Valisere/Body for Sure, Casa Valduga, Braclean, Aldeia da Serra Biscoitos.

Os dez primeiros no 6º Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras foram: 1) Rogério Franz/Mário Nardi (Mercedes-Benz 280 SL Pagoda 1971), 241 pp; 2) Fernando Camps/Alberto Zoffmann E. Santo (Porsche 911 T Targa 1972), 340 pp; 3) Christian Casal de Rey/Frederico Macedo (Corvette Sting Ray 1963), 400 pp; 4) Ricardo Marujo/Felipe Marujo (Porsche 356 C 1965), 712 pp; 5) Maurício Marx/Alvaro Pinzón (Renault R8 Gordini 1965), 1.150 pp; 6) Fernando Leibel/Leonardo Forestieri (Mustang Fasback 1969), 1.394 pp; 7) Leandro Mazzocatto/Lizandra Mazzocatto (Ferrari 308 GTS. 1978), 1.834 pp; 8) Alexandre Zaninoto/Paulo Ferrari (Corvette 1972), 1.851; 9) Luizinho Leão/Vânia Leão (Volkswagen 1959), 2.988; 10) Marcel Gitelman/Maurice Levi (Porsche 911 Targa 1977), 3.616 pp.

 

Detalhes em: www.1000milhashistoricas.com.br

Curta: www.facebook.com/mgclubdobrasil

Visite: www.mgcbr.com.br

Resultados: www.verderosso.com.br

Fotos: Vera Lambiasi

Assessoria de Imprensa: mastermidia@mastermidia.com.br ou 11-99681.3549

 

 

  • Mario Nardi (E) e Rogério Franz (D) foram os vencedores pela quarta vez
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Fernando Camps (E) e Albert Zoffmann (D) foram regulares e terminaram em segundo
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Christian De Rey (E) e Frederico Macedo venceram em três dos quatro dias.
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Nelson Piquet e o Diretor de Prova Luis Cesar Ramos Pereira
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Valéria e Carlos Bartholi percorreram 1.730 kms de moto
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Rogério Franz e Mário Nardi no Rally 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Alberto Zoffmann e Fernando Camps com seu Porsche 911 Targa 1972
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Christian Casal De Rey e Fred Macedo venceram os três últimos dias
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Nelson Piquet e seu Cadillac 1959
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Nelson Piquet e seu Cadillac 1959
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Nelson Piquet na largada do Rally 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

  • Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras
    (Foto: Vera Lambiasi/Divulgação)

Leia também...

23.06.2018

Rallye 1000 Milhas Históricas Brasileiras: vitória dos gaúchos Rogério Franz/Mário Nardi

44 duplas percorreram 1.730 km em quatro dias, passando pelas mais famosas serras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul

22.06.2018

Em clima de vitória, Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras chega no Rio Grande

Concorrentes terão percorrido 1.730 km desde quarta-feira, passando pelas mais famosas serras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, para terminar em Gramado, no sábado.

21.06.2018

Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras enfrentará o frio de São Joaquim (SC)

Concorrentes percorrerão 1.730 km em quatro dias, passando pelas mais famosas serras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, para chegar em Gramado no sábado.

20.06.2018

Rallye Internacional 1000 Milhas Históricas Brasileiras segue para Santa Catarina

Concorrentes percorrerão 1.730 km em quatro dias, passando pelas mais famosas serras de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Entre em contato